Comemorando 30 anos, a Mocidade Unida da Mooca apresentou seu enredo e elenco para 2018

Por Rodrigo Dias – SASP

A quadra da Mocidade Unida da Mooca ficou pequena para comemorar os 30 anos da escola. Com muitos pavilhões  e convidados, a família italiana lotou seu terreiro do samba no último sábado e conheceu sua equipe e enredo para o carnaval de 2018.

O evento começou com a tradicional roda de samba, e teve as participações especiais dos intérpretes Dom Marcos e André Luis agitando os componentes que chegavam a quadra da MUM. Logo após foi a vez da bateria Chapa Quente de mestre Caik Mano incendiar a quadra com ala musical comanda por Gui Cruz. O time musical cantou diversos sucessos da escola que inclusive foram eternizados em um CD e comercializados durante o evento. A Mídia foi gravada com as participações dos intérpretes Clayton Reis, Gui Cruz e André Luis.

Para homenagear aqueles que foram responsáveis pela construção da história da escola nestes 30 anos, o presidente Rafael Falanga solicitou que a velha guarda e vários componentes antigos subissem ao palco, e prestou com uma placa comemorativa, o agradecimento da escola pelos anos de dedicação ao pavilhão da MUM.

Após isso, foi dada a largada para o carnaval 2018 em dois momentos. No primeiro, foi apresentado os novos contratados da agremiação. Fagner Soares foi apresentado como o novo coreógrafo da comissão de frente. Na direção de carnaval foram anunciados como reforços Thiago MorgantiRonny Potolski, que faram parceria com Vitor Gabriel e Ricardo Fervorini, que já são pratas da casa. Por fim, o presidente da MUM anunciou André Rodrigues como novo carnavalesco e responsável pelo desenvolvimento do projeto.

No segundo momento, em grande estilo a Mocidade Unida da Mooca apresentou seu enredo para 2018. Em uma espécie de cortejo, crianças vestidas de anjos, um grupo com velas e outros carregando três estandartes com imagens, conduziram a apresentação do enredo, seguidos pelas baianas da escola e o presidente Rafael Falanga que carregando sob seus braços o pavilhão de enredo, entregou  para segundo casal de mestre-sala e porta-bandeira apresentar o tema. O orixá Xangô em um tripé foi conduzido até o palco, e finalmente foi revelado o enredo Á Santíssima Trindade de Oyó.

O evento foi encerrado com o tradicional parabéns, roda de pavilhões, e a grandiosa apresentação da Mocidade Alegre que é a madrinha da agremiação.

No carnaval de 2018 a Mocidade Unida da Mooca desfilará pelo grupo 1 da UESP, e conhecerá no próximo dia 3 de junho sua posição oficial de desfile.

Veja a logomarca oficial do enredo abaixo:

Salvar

Salvar