HISTÓRIA

Na década de 1980,  um grupo de amigos que se reuniam no Largo São Rafael, no bairro da Mooca, para confraternizações nos finais de semana, com samba de primeira qualidade, regado a muita cerveja. A partir desses encontros semanais, nasceu o bloco Solta Franga,  que desfilava pelas ruas da Mooca durante o carnaval e participava de festas locais durante todo ano, se tornando um dos símbolos do bairro.

Devido ao sucesso das apresentações e o crescimento do bloco, em 18 de março de 1987,  foi fundado o Grêmio Recreativo Escola de Samba Mocidade Unida da Mooca, com o propósito de representar o bairro da Mooca, um dos mais tradicionais de São Paulo, e seus descendentes da colônia italiana, na maior festa popular do mundo, que é o carnaval brasileiro.

Em 1988, a MUM realizou seu primeiro desfile, sob a gestão presidente Roberto Falanga, onde sagrou-se vitoriosa. A Diretoria contava com o apoio de varias personalidades do samba, na época  entre eles, Armando da Mangueira, um dos compositores e cantores mais famosos do samba paulistano.

Após um período turbulento nas história da MUM, Rafael Falanga, filho do primeiro presidente da entidade, assume a direção da escola,  já conquistando o vice-campeonato do Grupo 3 da UESP, em 2009, com 175,25 pontos, garantindo o direito de desfilar no Grupo 2, no ano seguinte, quando conquistou outro vice-campeonato sendo promovida ao Grupo 1.

Durante os carnavais de 2014 e 2016, a MUM passou por uma sequência de rebaixamentos e acessos entre os grupos 2 e 1, sendo que no carnaval 2016 conquistou o título do grupo 2, voltado assim para o grupo 1 no carnaval de 2017, quando exaltou a história do circo, com o enredo Sob Um Céu de Lona, Um Chão de Estrelas, conquistando o vice-campeonato e se consolidando de vez no  Grupo 1.

Em 2018, o carnaval paulistano passou por algumas mudanças, entre elas, o grupo 1 da UESP, passou a ser gerido pela Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo, e a nova entidade rebatizou a terceira divisão de Grupo de Acesso 2. Desfilando com o enredo A Santíssima Trindade de Oyó, a MuM conquistou o título do grupo e seu inédito acesso à segunda divisão do carnaval paulista.